fbpx

Higiene Oral

Higiene Oral

Os microorganismos que povoam naturalmente a boca dos animais agrupam-se com a saliva e os detritos alimentares numa película viscosa (biofilme) sobre a superfície dos dentes, conhecida por placa dentária. O tártaro dentário, visível através de depósitos duros e acastanhados na superfície do dente, forma-se através da mineralização da placa dentária.  A doença periodontal ocorre quando restos de alimentos e partículas se acumulam sobre os dentes e ao longo do bordo gengival, causando inflamação da gengiva (gengivite). Posteriormente, as bactérias invadem o ligamento periodontal e o osso, levando a uma destruição progressiva das estruturas que sustentam o dente. Com o passar do tempo, o dente começa a ter mobilidade e pode cair. Cerca de 80% dos cães e gatos adultos sofrem desta doença, muitas vezes invisível aos olhos dos donos que apenas conseguem perceber o mau hálito que apresentam.

Em casos graves, a destartarização e a extracção dentária, são os únicos tratamentos eficazes na resolução da doença.

Na fotografia acima, podemos ver os dentes do Kiko, um Yorkshire Terrier (raça predisposta a problemas dentários), cobertos de tártaro e após ter sido submetido a uma destartarização e limpeza dentária.

Uma boa alimentação e cuidados de higiene podem prevenir e evitar esta doença.

O seu animal deve fazer um exame oral no médico veterinário quando:

– Estiver com mau hálito;

– tiver tártaro visível;

– diagnosticada má implementação dentária;

– for geriátrico;

– salivar excessivamente;

– apresentar dor ao mastigar o alimento;

– tiver inflamação e hemorragia gengival;

– tiver anorexia e emagrecimento.

– for de raça pequena a partir dos 3 anos de idade.

 

Costuma lavar os dentes ao seu cão ou gato?

Se ainda não adquiriu este hábito, é importante que o faça pois a doença periodontal é uma das doenças mais frequentes nestes animais. A lavagem dos dentes é, sem dúvida, a forma mais eficaz de prevenir a formação de tártaro e a doença periodontal, uma vez que remove restos de comida que ficam na boca e, principalmente, a placa bacteriana que se encontra nos dentes.
É fundamental que seja utilizada uma pasta dentífrica específica para animais. Quanto à escovagem, esta é mais fácil se utilizar uma escova própria para cão ou gato.
O ideal seria uma lavagem diária ou, pelo menos, 3/4 vezes por semana.

No entanto, em animais mais difíceis aconselhamos um gel que apenas se aplica na gengiva e não necessita de escovagem!!

Informe-se connosco para mais informações.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *